Agridoce em Séries #2

10:00 C. Vieira 1 Comments


E voltamos com mais um Agridoce em Séries!

Este ano começou meio atolado para falar de séries. Algumas que eu acompanhava, desisti. Outras novas, ainda estou tendo dificuldades em seguir religiosamente. Não apenas pela preguiça, mas porque nem sempre tenho tempo para parar, sentar e me deixar levar por um episódio. Logo, começo a pensar em tudo que ainda preciso fazer e nem curto direito. Por isso, o Agridoce... acaba por me ajudar a lembrar de uma ou outra que anda meio esquecida.

Outro "truque" que uso (quando lembro) é o Banco de Séries. Sabe o que é isto? Não? Bem, eu coloquei aí em cima, no próprio título, um link para ir até lá, mas já explico o que é: uma rede social sobre séries que uma grande amiga, a Tábata do Randomicidades indicou (e ainda usa muito) para ter um registro de qual séries está assistindo, em que episódio ou temporada parou, quais tem mais episódios para ver mais para frente, quais foram encerradas e quais as novas que chegaram na última estação. Também tem como dar notas para cada temporada e episódio. O legal é perceber que organizando, dá para assistir todas que gostamos. O ruim é que tem um espacinho mostrando quanto tempo ficamos na frente da TV assistindo às séries... Dá meda!!!!

Bom, quem quiser (ou for TOCada/o pela mania de organização), é só entrar no 'Banco...' e fazer seu perfil. Como eu disse antes, quando lembro, vou lá e atualizo o que já vi e me sinto bem sabendo que está tudo organizadinho para quando eu voltar (na próxima encarnação) a entrar na rede.

Mas voltando ao assunto do post, hoje vou colocar séries que assisto e gosto muito, mas também uma ou outra que acompanho "por procuração" (minha cara-metade ama assistir, mas só com companhia...). Vamos lá?




Primeiríssima da lista, ela ia aparecer no outro post mas eu decidi que apenas três viriam a cada vez. Então, Jessica Jones entrou logo na frente na corrida dessa semana. A personagem principal é uma super-heroína do gigantesco leque de heróis da Marvel. Tem HQ e história solo que fez/faz o maior sucesso mostrando suas aventuras regadas a muita porrada e palavrão. Na série ela guarda estas características: é superforte e inteligente, mas, diferente do HQ, a história de Jessica ganha tons mais sombrios (e ela não usa tomara-que-caia!... Xi, acho que eu vi um spoilerzinho! kkkkkk)
Mas vamos a uma pequena sinopse da série:
"Após o acidente com sua família, Jessica Jones tenta reconstruir sua vida. Por ser criada por uma famosa agenciadora de artistas infantis que secretamente é uma narcisista patológica, Jessica torna-se guardiã e protetora da filha desta agenciadora e esta a ajuda a usar seus poderes para auxiliar as pessoas. E, de quebra, ganhar um dinheirinho com isso. Assim, Jessica abre a sua própria agência de detetives depois de uma experiência terrível que teve com um homem também detentor de habilidades extraordinárias. Então, a história se desenrola em meio aos casos como detetive, a atração mal disfarçada por um homem chamado Luke Cage e sua guerra pessoal contra um vilão diabólico."
A Netflix tem se destacado por séries da Marvel que impressionam pela qualidade como O Demolidor (que inaugurou as séries) e Luke Cage, que são produções do próprio serviço de streaming, mas também por colocar no seu cardápio as produções de outrem, também da Marvel (como Agent Carter). Quando Jessica Jones surgiu, eu decidi não assistir (porque todo mundo 'tava assistindo!) e sempre desconfio desse lance de "manada". Além disso, eu já  tinha visto a atriz que interpreta a Jessica em outros trabalhos e percebi que ela tinha uma veia cômica demais para um enredo tão obscuro. Mas esta série me surpreendeu. Vi a primeira temporada de um fôlego só ano passado e já estou ansiosa (se a preguiça e os compromissos deixarem) para que a próxima venha. 
Atualização: 1) Pode ser assistida no Netflix. 2) Existe previsão de 2ª temporada e crossover com personagens (de novo!) de uma outra série, O Demolidor. Lembrando que Claire Temple, também de O Demolidor, é a nômade de todas, passando por esta, bicando em Jessica Jones e dando continuidade a seu trabalho de salvar super-heróis em Luke Cage.




Essa série é um problema porque eu nunca quis assisti-la. E isso por culpa de Friends (que eu sempre achei chata e forçada! Me perdoem fãs, mas não existe unanimidade na vida!), eu conclui que HIMYM seria uma cópia, quase um plágio da outra. Mas minha cara metade se apaixonou pela série (lembra que eu disse que havia uma que eu via porque alguém queria companhia?) e até que ela é engraçadinha. Lembra realmente um pouco os conflitos de Friends, mas não percebi muito mais similaridade, além de ser um grupo de amigos e a maior parte das cenas serem no apartamento de um deles. Não sei dizer se é porque a primeira série passou numa época em que eu ficava mais ligada em outras (e passava na Record, eu acho, e o sinal de tv era péssimo, por isso não me interessei em assistir Friends para além da 1ª temporada, e já deu!), mas esta eu até acho legal. Não gosto da extensão do relato (quando ele vai encontrar a bendita da mãe dos meninos?????), o que me desanima  assisti-la, mas há certos sacrifícios que fazemos "por amor" (kkkkkkk). E que tal um resuminho sobre ela?
"How I Met Your Mother mostra Ted Mosby em 2030 narrando aos seus filhos a história de como conheceu a mãe deles e cada um dos grandes e pequenos problemas, trapalhadas, esquisitices e alegrias na vida dele e de seus melhores amigos Marshal, Lily, Robin e Barney até a "Mãe" aparecer." É realmente engraçada a série pela interação entre os atores (apesar de detestar o personagem Barney tenho que reconhecer que Neal Patrick Harris o faz ser muito cômico... e destinado a se dar mal quando se comporta mal). Infelizmente, a série tem muitos pontos que eu acho sem sentido e mesmo desnecessários, mas como é algo que reflete a opinião dos roteiristas de uma década atrás praticamente, fica difícil não ter esperança de que eles evoluíram depois disso. Retirando, então, piadas machistas, homofóbicas, gordofóbicas dentre outras de cunho preconceituoso que tem na série (o que não é exclusivo de HIMYM, porque já vi em outras e hoje são apontadas como o são), dá pra se divertir com as trapalhadas em que eles se envolvem e das esquisitices personalizadas de cada personagem (Mabel é um barril de estimação de um dos personagens...).
Atualização: A série já se encerrou, mas pode ser assistida no Netflix num legítimo revival.




Esta é uma série que amo assistir, mas que está criando teia de aranha porque esqueço que gosto das personagens. O engraçado é que ninguém me indicou esta série (que achei por acaso logo no ano de lançamento) e acompanho desde então. O interessante da série é que os episódios (como em HIMYM) são curtinhos e nem dá direito para enjoar (caso se queira). E quando estou meio tensa com algo, dou um jeito de sentar e passar 20 minutos rindo das besteiras da desbocada Max Black e da ex-patricinha Caroline Channing. Resuminho?
"Em 2 Broke Girls acompanhamos a vida de duas garçonetes, Max Black, a filha de uma alcoólatra e ausente mãe e de pai desconhecido, e Caroline Channing, nascida rica, mas que fica sem dinheiro devido ao pai ser preso e condenado por seus golpes no mundo dos negócios. As duas trabalham juntas em um restaurante do Brooklyn, logo se tornando companheiras e melhores amigas e aprendem a viver e se divertir sem um centavo no bolso.
Esta é uma das séries que sempre levantam meu humor, mas também me faz lembrar do valor da amizade diante do caos da vida. 
Atualização2 Broke Girls está na 6ª temporada e pode ser vista pelos canais Warner Channel e na tv aberta pelo SBT.



E por aqui, eu fico!

Boa semana e até a próxima!

Um comentário:

  1. Cris, eu já comecei a assistir HIMYM no Netflix mas confesso que não me pegou de jeito... Não mesmo. Comédias de 20 minutinhos que tem no Netflix e que eu amo é Lovesick. Quando tiveres oportunidade, assista porque é uma delícia!

    Jessica Jones não me empolgo a assistir. 2 Broken Girls eu assistia na Warner (antes dela ser totalmente dublada), curtia pra caramba, peguei desde o primeiro episódio. É bem gostosinha... nem fazia ideia que já tá na sexta temporada!

    Smacks pra ti!

    ResponderExcluir